MITOS E SEGREDOS SOBRE A ORIGEM DA CRIANÇA NA FAMÍLIA ADOTIVA

Mitos e segredos sobre a origem da criança na família adotiva
Cynthia Ladvocat

O trabalho enfoca os mitos e segredos quanto à origem da criança adotiva, através da análise de um de seus principais mitos. Refere-se à noção de que o acesso da criança a informações sobre sua origem estimularia sua curiosidade, interesse ou a busca pelo contato direto com a família biológica, o que ameaçaria o seu relacionamento com os pais adotivos.
O genograma, um recurso que esclarece a biografia do indivíduo, pode ser igualmente utilizado para integrar os laços familiares biológicos e adotivos. Nesse segundo caso, a utilização de tal instrumento visa incluir, no genograma da família adotiva, dados acerca da origem da criança adotada, de forma a integrar as histórias.

A hipótese básica é a de que a criança adotada se sentirá tão mais aceita na família adotiva quanto melhor for a qualidade dessa integração. Como ilustração, são apresentados quatro casos clínicos trabalhados através do genograma que levantam questões como o desejo e a motivação dos pais para a adoção, o acesso da família à biografia pré-adotiva e a revelação dos dados disponíveis sobre as origens. Destaco a importância da análise dos mitos e segredos sobre a origem na adoção para uma efetiva transformação no contexto da vida de todos os membros da família adotiva.
Assunto: Psicologia Clinica adoção

This entry was posted in Adoção. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta